Exportação de carne suína cai em maio afetada por Ucrânia

Exportação de carne suína cai em maio afetada por Ucrânia

12/06/2013

Reuters

O volume de exportações de carne suína caiu 17,88 por cento em maio ante o mesmo período de 2012, impactado por uma interrupção das compras pela Ucrânia, informou nesta quarta-feira a associação que representa as indústrias do setor.A Ucrânia suspendeu a importação do produto brasileiro em março, alegando a presença de uma bactéria.O Brasil exportou 43.854 toneladas em maio, contra 53.404 toneladas em maio de 2012."Os números demonstram, sem sobra de dúvida, o efeito da restrição temporária ucraniana. Ainda seguimos com expectativas na solução do impasse em relação ao país", disse Rui Eduardo Saldanha Vargas, presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), em nota.Em abril, a Ucrânia chegou a importar 1.655 toneladas de carne suína do Brasil.

Vargas disse, no entanto, que a abertura do Japão, maior importador global de carne suína, para o Estado de Santa Catarina "deve alavancar reações no âmbito comercial internacional e nacional".O Brasil faturou 114,06 milhões de dólares com exportações de carne suína no mês passado, segundo dados da Abipecs.

Em relação à receita, a redução nas vendas foi de 17,58 por cento ante o ano anterior, quando o Brasil faturou 138,38 milhões de dólares.No acumulado do ano, as vendas somaram 199.889 toneladas, ante 224.870 toneladas no mesmo período de 2012, redução de 11,11 por cento.Com o resultado de maio, os cinco primeiros meses do ano totalizaram 531,42 milhões de dólares, uma queda de 8,21 por cento ante o mesmo período em 2012, quando a receita foi de 578,95 milhões.(Por Laiz de Souza)

Fonte: ABIPECS

>> Mais notícias

22/10/2020

Sind.Inds. Prod. Suínos do RS - SIPS - doa máscaras ao governo

20/07/2020

Sips doa máscaras para servidores da segurança pública

15/05/2020

Alimente a esperança

28/02/2020